domingo, 13 de fevereiro de 2011

Disfunção Mental

Mente, corpo, mente, corpo, mente...
Força nessa tua insistente mascara
Com verdade de minerva tão demente
Que tanto o passado amachucara.

Algures do peito escapou a essência
Aquecendo os calafrios da salgada água.
Todos adoram a antiga imergente presença
Ou a saudável agora inanimada alma?

Da falsa à verdadeira inverdade,
Dos altos montes da cómoda cadeira,
Foi criada a pequenos passos realidade
Crescendo a cultura do mundo da mente.

Existe por ai quem é verdade?

Sem comentários: