quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Monotomia do dia a dia

As 11 me levanto,
um banho a seguir tomo.
Para meu espanto
acordo sempre sem fome.

Não se assustem minha gente,
na manhã o apetite é inexistente
mas, ao longo do meu dia, o estômago
para alargar e funcionar tende.

A minha mãe para o trabalho vai,
depois de eu comer sem fome.
Mais tarde com amigos convivo
ou o trabalho bem me fode!

As 5 horas a minha mãe volta;
Para o código me despacho
e ai coloco em ordem
todo aquele meu desleixo.

Lastimávelmente exausto me encontro
quando as 8 do código venho;
Com a minha família me confronto
no fim daquele vasto empenho.

A seguir a mesa componho
decorada de acessórios de cozinha;
Na cadeira branca as energias reponho
para comer aquela merecida comida.

Para acabar o meu dia
no computador fico entretido.
As vezes pequenos textos faço
para o blog se manter activo.

E assim é a monotomia do meu dia a dia...