segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Nosso mundo… Será ele mesmo nosso?

  Ele nos concede um tesouro denominado vida aberto com uma valiosíssima chave composta por um corpo e alma resultando no final no nosso ser. É através dela que podemos explorar o que chamamos o nosso mundo e ele não é o tão falado mundo mas sim aquele que nos pertence, faz parte de nos e na qual a saída não é possível retirando apenas a chave da fechadura, a chave tem que perder o seu composto.

  Todos gostamos dele excepto quando o controlo sobre ele nos é perdido, mesmo que por instantes, parece que ele as vezes tende para mudar a sua antiga forma idolatrizada por nós.  Em todas as mudanças existem as que facilmente recebem a nossa aprovação e outras que dificilmente ou nunca aceitamos mas, não há alternativa… Elas inevitavelmente são feitas.

  Odiávelmente todos te adoramos nosso mundo que nos possuis, apesar de todos muitos diferentes acabamos por ser semelhantes graças a todos os nossos pequenos mundos terem feitios tão iguais.

Sem comentários: