domingo, 9 de dezembro de 2012

Psicóvivo

Moléstias sem lida
Fardos de burro sem palha
Partidas do indeterminado
Produto das receitas da ida!

Onde estou? É utopia?
Ilusão de uma luz ou ironia?
Sai à bom tempo da escritoria
Culpa da súbita feliz mania.

Um poema alegre? É raro nesta vida!

Sem comentários: