segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A máquina de escrever

Não pensa, escreve!

Não imagina, escreve!

Não transpira, escreve!

Não desenvolve, desenvolvem-na!

Não cria, foi criada!

Não expressa, outros expressam!

Não sorri, outros riem!

Não chora, outros a molham...

Não descreve, descrevem-na!

Não é automática, é manual!

Não é humano um humano, é máquina.

1 comentário:

Margarida disse...

As máquinas de escrever não têm alma nem dedos, mas contentam-se com a escrita e opinião dos outros.

non-sense? eu sei