segunda-feira, 16 de maio de 2011

O seis com o nove?

Dos inocentes e diferentemente iguais números
As coisas infinitas o humano gosta de inventar
Desde as sessenta e nove contáveis coisas
Como um acto sexual da salivas usar:
Tanto faz a variedade da sexualidade
Quando o prazer se quer dar
Há quem o considere com gravidade
O acto de oralmente noutro órgão tocar.

O seis virado ao contrário é nove
O contrário também é válido
Sendo iguais quando um se contraria, (66)
Deixando sempre um com ar pálido
De um pino infinito exercitar
Com o desejo de um diabo entrar
Esperando ansiosamente um semelhante
Para a ménage a três se completar.(666)

Olha que engraçado facto
É o número deste traste!
Sem toa escrevo sobre este enorme marco
Visto ser o sessenta e nove de tantos.

1 comentário:

Carina Rocha disse...

aki esta o famoso poema do 6 com o 9 e ja "me parti a rir" com ele xD

ta engraçado e tem um toke especial teu, ou seja, usas as palavras de forma comica eheheh o que mostra que es uma pessoa divertida!! xD

Gostei^^

Kiss