quinta-feira, 19 de maio de 2011

Tempo

Já lá vai: era um simples tempo
Em que o senhor era tão durador
Sempre que o presenciava no contente
No lento e no preguiçoso esplendor.

Agora? É altura do meu eu por identificar pensar
Sem que algum dia venha a arrepender 
No que vai ser o viver no que vem a aproximar
Por vias do destino caso ele se decida identificar...

Adeus fica bem meu velho
No actual decidi apreciar
Vou viver o momento
Sem que nada o tente prejudicar!

1 comentário:

Carina Rocha disse...

Como sempre, esta mto bem... gsotei!