quarta-feira, 14 de julho de 2010

O Mudo que falava

Todos olhavam para ele e diziam
"Ele não fala!" "Mas que misero aspecto."

Todos o diziam e se contradiziam
Se ele não fala-se o seu aspecto não existia,
as suas marcas não seriam vistas,
a sua expressão de tristeza não demonstraria nada...

Aqueles olhos me contavam uma historia tão triste de uma vida que de tão triste que era os riachos agora por mim choram.

Pobre mudo falante que tudo diz e ninguém o ouve
De suas palavras faço a de todos os que merecem ser ouvidos
Mas não te esqueças que houve alguém que te ouviu.

1 comentário:

Shiny disse...

Se não somos normais.. somos anormais.
Mas o que define o normal? Somos todos diferentes, por isso todos somos únicos...Somos todos normais e no entanto, somos anormais.
Sem darmos por isso, alguém nos ama, alguém nunca nos esquece. Ficamos gravados na mente de alguém por simplesmente sermos nós!